Primeiro single dos Beatles completa 50 anos de lançamento

05/10/2012 17:24

 

No já distante 5 de outubro de 1962, aterrissou no disputado terreno do universo musical o single que revelou os Beatles ao mundo, “Love Me Do“/ “P.S. I Love You“.
Construída sob a batuta de acordes simples, letra direta e uma introdução arrebatadora, “Love Me Do” é uma das músicas que marcaram a inauguração dos trabalhos de composição da dupla Lennon/McCartney. Com pouco mais de dois minutos de duração, a canção foi inspirada em Iris Caldwell – a então namorada de Paul- e escrita quando Macca e John estavam no frescor dos 16 ou 17 anos de idade. Logo, percebe-se a tendência inocente e nada áspera – ou ácida (em todos os sentidos do termo) – da letra.
Já “P.S. I Love You”, o lado B do single, foi concebido por McCartney em 1961. Durante uma de suas muitas passagens pela Alemanha, Paul redigiu a letra da música pensando no formato ‘carta de amor’. Porém, ao contrário do que possa parecer, o galã não fez a canção pensando em uma paquera alemã. Na realidade, a música foi feita em homenagem a uma mulher chamada Dot Rhone.
Do ponto de vista técnico, o primeiro single dos Beatles foi um verdadeiro parto. De acordo com o blog Jam Sessions, do jornalista Jamari França, “Love Me Do” foi “a única música dos Beatles gravada por três bateristas”.
Os processos de gravações começaram, em junho daquele ano, ainda com Pete Best comando as baquetas. A gravação do músico, no entanto, não apresentou resultados satisfatórios. No começo de setembro de 62 – já com Ringo Starr no elenco – o fab four fez uma nova gravação, que também não rendeu o esperado. Na segunda semana daquele mês, o músico Andy White, um batera profissional, gravou com a banda uma versão da música. Naquela ocasião, Starr assumiu uma pandeirola. Apesar de todas três versões terem sido lançadas, as primeiras prensagens do single, na Inglaterra, foram lançadas com o registro de Ringo.
Na ocasião de seu lançamento, em território britânico, o single ocupou um modesto 17º lugar. Em 1964, chegou ao Top 100 das paradas nos Estados Unidos e no Canadá e logo dominava as posições mais altas do pódio da Billboard. À época, a indústria cultural provavelmente não sabia que estava vivenciando o surgimento de um de seus mais brilhantes divisores de água. Começou ali, naquele momento, a maior efervescência que a música pop já protagonizou em toda a sua gloriosa história.
Ouça “Love Me Do”:
 

comments powered by Disqus